FacebookTwitterLinkedIn

Jorge Vargas Neto no Startupeiros: Desvendando os Bastidores da BHub

Jorge Vargas Neto e apresentadora do programa Startupeiros, do Canal Empreender.

Em um cenário onde as startups enfrentam desafios diários para se consolidar, a voz da experiência e o compartilhamento de conhecimento são fundamentais. E foi exatamente essa bagagem que Jorge Vargas Neto trouxe ao programa Startupeiros, do Canal Empreender. Co-fundador e CEO da BHub, empresa que tem se destacado por reinventar conceitos na área de gestão por assinatura, Jorge compartilhou a trajetória de sua startup, suas visões, desafios e tendências do mundo empresarial moderno.

Com uma abordagem que une tecnologia, inovação e foco no cliente, ele ofereceu insights que podem iluminar o caminho de outros empreendedores. A seguir, exploramos os pontos mais relevantes de sua participação no programa.

BHub: Pioneirismo e propósito

Jorge contou que a BHub surgiu como uma startup pioneira no conceito de gestão por assinatura. Sua proposta é atuar nos processos administrativos e financeiros, tarefas essas que costumam consumir tempo e dinheiro preciosos dos empreendedores.

De acordo com o CEO, esse tipo de serviço permite que empresários e gestores se concentrem no core do negócio, enquanto a BHub se responsabiliza por garantir que todas as obrigações sejam cumpridas.

A pandemia de COVID-19 evidenciou a necessidade de planejamento e gestão, com mais de um milhão de empresas fechando as portas devido a dificuldades nesse campo. O cenário trouxe à tona a importância de terceirizar processos não essenciais, algo que a BHub defende e pratica com excelência.

Jorge destacou que a startup é sua terceira empresa, sempre focando no mercado B2B. As experiências e desafios vivenciados nas anteriores, somados ao panorama da pandemia, se tornaram o gatilho para o desenvolvimento da BHub.

Ele ressaltou ainda o quão importante foi a crescente aceitação da tecnologia no pós-pandemia para o sucesso da BHub. A solução “backoffice as a service” tornou-se não apenas viável, mas também essencial.

A tecnologia como aliada

Para a BHub, a tecnologia não é apenas uma ferramenta: é uma transformadora de negócios. A burocracia governamental está em processo de digitalização, e a visão de Jorge é que o serviço de contabilidade, como conhecido atualmente, irá desaparecer em um futuro próximo.

Dessa forma, empreendedores necessitam de soluções como a da BHub para simplificar processos e garantir conformidade. “Queremos tirar a carga de trabalho para o empreendedor dormir tranquilo”, brincou o executivo.

E, para isso, a BHub tem alguns diferenciais importantes, destacados por Jorge durante o programa. São eles:

  • Plataforma unificada: Todos os dados são centralizados em uma única plataforma, permitindo que o empresário tenha uma visão clara e ampla do negócio.
  • Atendimento de excelência: A empresa se destaca pelo rápido e eficiente atendimento ao cliente, independente do canal escolhido.
  • Garantia de compliance: Em um cenário empresarial onde a conformidade regulatória é fundamental, a BHub se destaca por garantir que seus clientes estejam sempre alinhados às exigências legais e normativas, evitando riscos e complicações.

O futuro com a IA

A visão otimista de Jorge Vargas Neto sobre a inteligência artificial (IA) reflete a revolução que está se desenrolando no cenário empresarial global. Segundo o CEO da BHub, estamos vivenciando um período de transição profunda, onde a IA está redefinindo o modo como as empresas operam e o mercado de trabalho se estrutura.

O grande potencial da IA reside na sua capacidade de otimizar tarefas repetitivas e burocráticas. Esta otimização promete liberar capital humano para se concentrar em trabalhos mais criativos e inovadores, o que, por sua vez, valoriza profissões e tarefas que exigem pensamento crítico e criatividade.

“O empreendedorismo também vai florescer, porque o custo vai ser mais baixo e tudo vai estar mais simplificado”, acrescentou. Negócios emergentes e estabelecidos poderão se beneficiar desta tecnologia, tornando suas operações mais eficientes e reduzindo barreiras de entrada no mercado.

No entanto, a revolução da IA vai além da otimização de processos. A tecnologia está alterando o paradigma dos negócios como um todo. Portanto, para Jorge, é imperativo compreender, estudar e se preparar para esta nova era.

A escolha do domínio “bhub.ai” não foi por acaso. Desde sua fundação, a BHub reconheceu a IA como um pilar fundamental. A empresa integrou essa tecnologia em seu DNA, utilizando-a não apenas como uma ferramenta, mas como uma parte intrínseca de sua estratégia e visão de futuro.

Jorge finaliza com um conselho aos empreendedores. “Recomendo que todo empreendedor estude mais sobre como a inteligência artificial pode alavancar o crescimento ou a melhoria do seu produto”. Afinal, ignorar seu potencial pode significar ficar para trás em um mercado cada vez mais competitivo e dinâmico.

Para saber ainda mais o que Jorge compartilhou no programa Startupeiros, clique aqui e assista ao episódio na íntegra.

Últimos posts